Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
Os céus adquirem colorações tão variadas como as nossas emoções, como as nossas energias…
Tudo em nosso redor é energia, ondas e ondas de energias. Nós somos energia, energias várias.
Habitualmente imaginamos as energias colorindo-as desde o preto ao branco, e cada cor tem um significado especial para nós. Significado esse que pode ser diferente de pessoa para pessoa.
É assim que consideramos cores diferentes, e tonalidades também variadas, conforme a intensidade ou suavidade das virtudes, qualidades, emoções, etc.
É assim que vemos os ambientes por onde andamos, os que vamos enfrentar.
E é assim, também, que interpretamos o nosso futuro nos céus, conforme vamos passando por baixo deles e quando os observamos com essa finalidade.
- Afinal, é tudo subjectivo e de interpretação tão ampla quanto quisermos.
- Ou formos capazes de ser intérpretes – menos ou mais humildes em relação ao maravilhoso que nos transcende.


publicado por eva às 22:32 | link do post | comentar

2 comentários:
De Feiticera a 22 de Novembro de 2009 às 11:01
Sim tudo é subjetivo e depende de quem o interpreta e nós temos sempre o dom de interpretarmos como melhor nos convenha

Beijos


De eva a 27 de Novembro de 2009 às 23:59
O problema é que nem sempre o que mais nos convém é o que nós achamos que mais nos convém!
Obrigada pela visita e comentário.
Bjs


Comentar post

mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


posts recentes

Meu Amor Meu

Pecado

Fogo que arde

Coração embalsamado

Lógica humana

Deixamos fugir os dias

Parcela de um Todo

Ando por aí

Tudo pode ser útil

Quero...

arquivos

Fevereiro 2011

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

tags

poesia

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds